Bem-vindo!

17 de abr de 2017

Dia Internacional da Hemofilia



17 de abril: Dia Internacional da Hemofilia

17 de abril foi escolhido para ser o Dia Internacional da Hemofilia com o objetivo de chamar a atenção das autoridades responsáveis e da sociedade civil para a causa dos hemofílicos.

A hemofilia não tem cura e é um distúrbio genético e hereditário que afeta a coagulação do sangue, o tratamento é para toda a vida e se dá com a reposição do fator da coagulação deficitário. Os sintomas mais comuns são os sangramentos prolongados, que podem ser externos, como quando ocorrem cortes na pele, ou internos, quando o sangramento ocorre dentro das articulações, dentro dos músculos ou em outras partes internas do corpo. Além dos sinais clínicos, o diagnóstico é feito por meio de um exame de sangue que mede a dosagem do nível dos fatores VIII e IX da coagulação sanguínea.

Com 11 mil portadores da hemofilia o Brasil possui a terceira maior população mundial de pacientes hemofílicos, são cerca de dez mil do tipo A e mil do tipo B. Nos hemofílicos do tipo A há a deficiência do fator VIII, enquanto no tipo B, a falta é do fator IX. De acordo com o Ministério da Saúde, aproximadamente 70 novos casos de hemofilia grave por ano são registrados no Brasil.

O dia 17 de abril representa para a comunidade de hemofílicos e seus familiares um marco na busca pela melhoria da qualidade de vida dos portadores da doença.

Referências: